gastronomia sustentavelO Fórum Agenda 21 de Paraty certifica anualmente restaurantes e produtores com o Selo da Gastronomia Sustentável - Chancela Passaporte Verde.  O objetivo desta iniciativa é articular um canal de comercialização direta de produtores rurais e pescadores com o circuito gastronômico de Paraty e difundir uma culinária de padrão internacional, inspirada na cultura local e na utilização de produtos orgânicos, agro florestais, agropecuários e pesqueiros, ecologicamente produzidos pelas comunidades.  A ideia é criar mecanismos que viabilizem a comercialização dos produtos, em conjunto com o potencial agroecoturístico da região, para possibilitar a fixação do homem no campo, por meio da valorização dos recursos naturais, sociais, produtivos e culturais.

Os interessados em participar deverão responder a um questionário. As respostas são analisadas e validadas por um grupo especialmente formado para este fim.

Critérios imprescindíveis para o credenciamento em 2014:

a)     Os estabelecimentos devem estar sediados na Região de Paraty ( com alvará de funcionamento).

b)    Os estabelecimentos compram produtos de produtores rurais e pescadores artesanais de Paraty ( divulga os nomes dos fornecedores locais no cardápio, através de etiqueta colada no cardápio).

c)     Pratica a coleta de óleo (certificados pelo PROVE, ou recicla o óleo utilizado ou repassa o óleo para outra entidade).

d)    Utiliza caixa de gordura.

e)     Ter um ou mais pratos com os produtos de Paraty citados no cardápio.

f)     Separação do lixo (se for a primeira vez que o restaurante participa da certiticação este critério passa a ser secundário para 2014 e fundamental para 2015).

g)   Compostagem do lixo orgânico (no local ou em outro local) – (se for a primeira vez que o estabelecimento participa da certiticação este critério passa a ser secundário para 2014 e fundamental para 2015).

h)  Tratamento da água servida e esgotamento sanitário (se for a primeira vez que o estabelecimento participa da certiticação este critério passa a ser secundário para 2014 e fundamental para 2015).

i)  Carbono compensado (se for a primeira vez que o estabelecimento participa da certiticação este critério passa a ser secundário para 2014 e fundamental para 2015).

j)  Pelo menos 1 nota fiscal mensal dos produtores locais. (se for a primeira vez que o estabelecimento participa da certiticação este critério passa a ser secundário para 2014 e fundamental para 2015)